Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2005

Os discursos

OS DISCURSOS.; os mais cumuns.

Todos os humanos sabem discursar. São capazes de discursar com entusiasmo e convicção quando tem a certeza de que só uma pessoa o escuta; falar para multidões é algo assustador. São exceção os oradores corajosos e todos que se preocupam em dizer a verdade que é o essencial, pouco se importando com erros gramaticais, que são coisa normal, visto que a maioria não é bom de gramática,
A maioria ,dos oradores, acha que podem explicar Deus , que pode dizer aos outros como eles devem educar os filhos, Acham também que podem criar planos e regulamentos eficientes para zerar déficits públicos, acabar com o desemprego , violência e fome e. até mesmo, criar um regulamento social que pode substituir todas as religiões. Parece-me que estou a falar de políticos!. Eu penso que o melhor para acalmar a mente e o espírito e entrar no reino de DEUS, é cumprir o mandamento mais preocupante da Lei de Moisés, que é dar de comer a quem tem fome. O descumprimento desse mandamento é a principal causa do desequilíbrio social
Alimentar os famintos em pleno século 21 é responsabilidade do governo, que assumiu o social.
E por isso o primeiro mandamento, no social humano, terá que ser...

PRIMEIRO: dar um salário justo a cada faminto desempregado para ele comprar comida e bebida ou jogar se pretender arriscar-se a ser rico.
O SGUNDO; manda dar de beber a quem tem sede, fica anexado ao primeiro por depender do salário.
O TERCEIRO ; manda vestir os nus, também fica anexado ao primeiro porque a compra de roupas depende do salário..
O QUARTO; manda visitar os enfermos e encarcerados, também será parte do primeiro porque, as pessoas sem problemas,não gostam de visitar quem precisa de ajuda.
O QUINTO; que é honrar Pai e Mãe passa a ser o SEGUNDO, simples como é; pois todos sabem que quem cumpre os mandamentos é orgulho do Pai e da Mãe que se sentirão felizes com tal comportamento dos filhos..
O SEXTO; : não mentir nem caluniar ; passa a ser O TERCEIRO. E continua sem perdão para todos os iniciantes ou reincidentes por ser tentativa de deturpar a Verdade.
SÉTIMO: não praticar adultério, passa a ser o QUARTO e também continua sem perdão para iniciantes e reincidentes por que esse ato é o maior e mais eficaz propagador de doenças e confusões e produtor de falso grau de parentesco dos filhos dos prevaricadores
O OITAVO : Não matar, passa a ser o QUINTO; É o mais hediondo principalmente QUANDO é desfecho de roubo e seqüestro praticado para conseguir dinheiro para fins idênticos . O roubo, praticados por famintos, é discutível .
O NONO e DECIMO, agora é o SEXTO. É o encerramento de todos que manda amar o próximo como a si mesmo e AMAR DEUS sobre todas as coisas.; é tão claro que nem precisa ser comentado. Este é o meu discurso; Quem ama, não peca!
O segundo discurso versa sobre a ajuda divina e.o autor, pode ser qualquer humano que se sente satisfeito ou insatisfeito, feliz ou infeliz, sadio ou doente, bom ou mau , justo ou injusto.
Entre os muitos discursos que já ouvi de todos os citados mais os ricos ou pobres, políticos e religiosos quase nenhuns se lembram de dizer, ou não quer dizer, o seguinte; não faças pelo outro o que ele pode fazer por si mesmo; não faças hoje o que podes fazer amanha, exceto os serviços devem ser feitos na véspera, porque amanha pode não ser preciso; cada dia tem o seu afã. .
Não ores para ter fé porque tu tens obrigação de produzi-la pela eliminação de dúvidas. Não fales com Deus tratando-O como se Ele seja teu servo. Ele é o teu SENHOR e nunca vai exigir de ti mais do que podes dar .. Ele sabe o que tu precisas antes de ti e não vai deixar-te sem nada se fizeres a tua parte, usando os talentos que ELE te deu.
Ninguém tem poder de causar mal a DEUS ; é impossível ofendê-LO . O mal que quiseres fazer-Lhe é a ti que o fazes. Nem a explosão de bombas atômicas pode alterá-Lo. Deus gerou a eterna explosão.
Alguns poucos , através dos séculos, já disseram tudo o que aqui está escrito e com mais clareza mas, os que sabem disso, não querem repetir, mas repetem muito a oração – Pai nosso- que pede o pão e a condenação.

Terceiro tipo de discurso.
Cada humano tem uma cabeça que é capital de si mesmo. Tem pernas para locomover-se, dançar e chutar e braços e mãos para trabalhar, gesticular, atacar e defender, para esbofetear e acariciar, para fazer sinal de avançar, parar ou recuar, tudo isto para falar somente do que depende diretamente do esqueleto.
Se tentar descrever as informações que os sentidos fornecem para a capital não conseguiria; não conseguiria porque a minha capital não tem conhecimentos para tal façanha.
Não quis ouvir dos outros o quanto devia; pensei que é possível saber sem estudar. Esse procedimento é sinal de infecção paranóica. Acho que para evitar situações embaraçosas eu devia gastar 50% do tempo escutando,40% escrevendo e 10% falando. Estes 100% são o total de tempo que sobra depois de cumprir as obrigações e deveres . Não pode sobrar tempo para exigir os direitos; os direitos são garantidos pelo cumprimento dos deveres.
Não desprezeis os humilhados nem pobres por que eles sabem a causa da pobreza que, em mais de 50%, é obra nefasta dos ricos avarentos.
São muitos também, os pobres , excluídos e deficientes que se encontram nesse estado por sua própria culpa e, pode dizer-se que estão no caminho que escolheram; caminho que começa no campo das drogas e aventuras perigosas e na recusa de produzir mais um pouco além do que lhe era exigido quando trabalhavam .
Também são muitos os ricos que detestam luxo e a maioria dos prazeres que o dinheiro pode proporcionar, para se dedicar a abras de solidariedade que amenizam a vida dos discriminados Por causa desse contra balanço é que ainda existe equilíbrio., embora precário.


Quarto discurso; Eu brigo comigo mesmo. Eu não sou dois mas, mesmo assim, há brigas dentro de mim que tem diversos beligerantes que posso nomear, são eles ; amor e ódio que jamais poderão se entender; egoísmo e ganância que são do mesmo partido mas se desentende. Ainda respeito os ricos e desprezo os pobres ; esses dois mais o racismo e preconceito já estão quase dominados. . O senso perturbador e a vaidade ainda têm alguma autonomia mas esta em declínio. Sei que é impossível dominar mas, mesmo assim, sinto muita vontade de meter porrada nos outros por achar que com agressão posso fazer calar maioria dos descontentes. Já desisti de tentar porque os que usaram esse método, não se deram bem.
bernardolopes@superig.com.br
http://lopesdaroch
publicado por blopesdarocha às 13:26
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Reforçando o combate à co...

. Espaço Sideral

. Confissões, Broncas e Des...

. Natal de famintos e empan...

. PIB isquêmico

. Plano de Lula para zerar ...

. A solução para a crise po...

. Criticar sem sugerir (mes...

. O euro veio para ficar e ...

. O euro veio para ficar

.arquivos

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Agosto 2015

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Novembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds