Terça-feira, 13 de Dezembro de 2005

Natal 2005, sem os Reis Magos

Natal 2005, sem os Reis Magos
Dezembro é o mês do natal mas não lembra muito o nascimento do Salvador como era antigamente.
Atualmente lembra mais os presentes só para agradar, pois não tem nada de simbólico como os presentes de Baltazar, Belchior e Gaspar. Talvez alguém visite recém nascidos para lembrar do menino Jesus, talvez!
Vemos muitas campanhas para um Natal sem fome; um só dia sem fome para tapear o Salvador como se fosse possível tapeá-lo. Nos 364 dias restantes Cristo vai sentir a fome com os famintos mas não vai multiplicar os pães nem os peixes, Não vai porque não quer! E porque deveria querer? Cristo; O Justo, não fará mais pelos humanos o que os humanos podem fazer por si mesmos.
Agora, para nos salvarmos, temos que ser os salvadores da Terra que o Sol continuará a fecundar se pararmos de poluí-la . Podemos parar de poluir se usarmos os talentos que recebemos lembrando sempre que, quem não usa o pouco que tem, vai perdê-lo para o mais rico.
Cristo mostrou o Caminho , a Verdade e a Vida e mantém os Seus servidores relembrando tudo,continuamente, por isso aproveito para lembrar aos governantes que eles podem cobrar o- dízimo- para garantir um simples salário que é o suficiente para livrar os excluídos de ter que aceitar donativos humilhantes. Fazer caridade para alimentar os famintos é vergonhoso para os governantes no século 21.
Nos dias que antecedem o natal já se devia notar a alegria comum que se via nos anos em que o poder aquisitivo era melhor.
Temos ainda Natal alegre mas, somente para os ricos e para os que tem esperança e Fé, mas, certamente triste para o Salvador que vê a miséria de muitíssimos recém-nascidos sugando o peito de Mães famintas e subnutridas, Deus, continua fiel e a prova disso é a permissão para que a Terra por ação do Sol produza tudo para garantir a vida animal; a responsabilidade da distribuição é responsabilidade dos governantes.
A cada ano que passa vai se notando o efeito da perda da esperança. É a depressão instalada na mente das pessoas que não conseguem ver nenhum campo, onde se possa recomeçar a caminhada, para o crescimento econômico.
Em todas as direções só se vê nebulosidade gerada pela violência ou então são os olhos que não querem ver as maldades que se praticam atualmente. Parece que as pessoas sentem o perigo em todas as direções o que dá a sensação de que não adianta fugir para se esconder . É a certeza de que não existem lugares onde se pode estar em paz.
Não dá para sentir a verdade natalina porque o sentimento só sente a base da destruição que faz esquecer a data do nascimento daquele é o Caminho, a Verdade e a Vida.
Vivemos iludidos com aparente alegria demonstrada nos festejos e símbolos; alegria que atinge até quem não sabe nada de Cristo.
O Natal de Jesus é o ressurgimento da Salvação da humanidade que estava perdida . Jesus mostrou o caminho da salvação cuja entrada é uma porta estreita mas não anulou a liberdade de escolha concedida por Deus. A porta larga ainda seduz todos que se preocupam demasiadamente com os prazeres da matéria que o leva a esquecer a divindade que está na própria pessoa.
Jesus foi gerado por obra do Espírito Santo e nasceu para que sejam salvos todos que Nele crerem e praticarem os seus ensinamentos. .
Não adianta rezar nem ter fé sem a ação que mostre as obras exigidas pelo Mestre Jesus.
Vai e não peques mais porque a repetição do erro anula o perdão. Cada ser humano terá que pacificar-se a si mesmo para ter o poder de exercer o amor que realiza.
bernardolopes@superig.com.br
publicado por blopesdarocha às 15:07
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Reforçando o combate à co...

. Espaço Sideral

. Confissões, Broncas e Des...

. Natal de famintos e empan...

. PIB isquêmico

. Plano de Lula para zerar ...

. A solução para a crise po...

. Criticar sem sugerir (mes...

. O euro veio para ficar e ...

. O euro veio para ficar

.arquivos

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Agosto 2015

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Novembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds