Sábado, 10 de Dezembro de 2005

Onde está a solução?

Onde está a solução
Soluções existem, mas, para a maior parte dos problemas, a única solução é o dinheiro. Sem dinheiro ninguém consegue acionar os planos. .

Os baixos salários causadores da inadimplência e, os lucros baixos ou negativos, causadores de falências e imigração ilegal repercutem na família causando separações e até suicídios e muito mais.

A população de qualquer País é composta de famílias. Os chefes de Família não podem viver situações desesperadas; para evitá-las precisamos ajustar a distribuição da renda com a elevação dos salários até ao patamar certo.

Os salários insuficientes têm o mesmo efeito da escassez de chuva que impede a produção agrícola. e baixa o nível das represas hidrelétricas e de irrigação; a conseqüência todos nós conhecemos

Portanto, foi a péssima administração de governos anteriores, que pouco se preocupavam com a distribuição de renda, que causou todas as desgraça e desordem que leva as pessoas a protestar com atos de violência que podemos ver na mídia.

Os personagens do governo já não são os mesmos,agora são outros , mas isso não muda nada ; os novos ,assim como os antigos, sabem onde está o dinheiro que pode solucionar tudo. Não me refiro ao dinheiro que os políticos possuem; refiro-me ao dinheiro que o Banco Central não consegue controlar

Realmente não é possível fazer acordos com o banco central sediado no Paraíso do comercio ilegal que programa os vôos rasantes de aplicações de curto prazo que fazem oscilar as bolsas de valores para ganharem no -sobe e desce-

O dinheiro é a única benção humana que o governo pode dar, mas como o paraíso onde essa benção está, não é paraíso de justiça social nem de Deus, então fica estabelecido o reino do diabo, que se garante, enquanto houver humanos subjugados pelos egoístas e gananciosos, na sociedade e no governo.

A classe média, quase extinta, era o meio de equilíbrio que impedia o confronto direto entre ricos e pobres .
O espaço que era ocupado pela classe média, agora é um campo de ninguém onde impera o - vale tudo- que engole a - solução – da classe média que podia resolver.

O salário justo mais o salário desemprego permanente, para os sem renda suficiente, é a melhor –solução- para manter todos acima da linha de pobreza Precisamos de reformas que dispensem a caridade que é humilhação para todos que querem pagar o pão com o suor do rosto.

O salário justo e seguro desemprego permanente é indispensável para recriar a classe média e assim afastar todos os problemas causados pelo vazio perigoso que ela deixou; a classe média tinha muita –solução- ; para afastar esse perigo é preciso repatriar o dinheiro que está nos paraísos fiscais, .

Uma autorização para abertura de conta corrente, em dólares nos bancos e uma permissão para fazer nova declaração de bens, - anistia fiscal- facilitaria a volta do dinheiro e traria também para essas contas os dólares que estão escondidos em casa.

Medidas desse tipo forçariam a queda da moeda americana, o que, não seria mais que tirar dela a gordura que emagrece outras moedas . O dólar magro pode causar dificuldades ou benefícios nos negócios internacionais mas também facilita o pagamento de dívidas.

Os excluídos querem isentar da contribuição para o social todos os empregadores e empregados e que essa contribuição passe a ser acrescida ás compras e serviços para que todos os honestos e desonestos, doentes e sadios, crianças e velhos paguem desde o nascimento até á morte na proporção do poder aquisitivo. sem exceções.

A alta contribuição, dos grandes consumidores, não pode garantir aposentadoria proporcional, porque, essa.alta contribuição, é para devolver aos pobres, desempregados, deficientes ou doentes tudo que lhe foi negado pelos mais favorecidos Temos que lhe devolver, através da previdência social, tudo que lhe foi tirado

Este texto é baseado em informações que escutei; na forma de sugestões, queixas, broncas e desabafos demonstrados pelos desempregados, mal remunerados e de muitos ex-classe média
lopesdarocha@sapo.pt
publicado por blopesdarocha às 22:52
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Reforçando o combate à co...

. Espaço Sideral

. Confissões, Broncas e Des...

. Natal de famintos e empan...

. PIB isquêmico

. Plano de Lula para zerar ...

. A solução para a crise po...

. Criticar sem sugerir (mes...

. O euro veio para ficar e ...

. O euro veio para ficar

.arquivos

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Agosto 2015

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Novembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds