Sábado, 3 de Novembro de 2007

O poder destruidor do nosso planeta

O poder destruidor do nosso planeta . O planeta Terra está mostrando o seu poder de destruir certamente por que foi contaminado pelo vírus que produz a violência que humanos praticam no convívio social e também pelas agressôes contra a sua própria morada; o Planeta. Penso que a natureza do planeta destrói o que os humanos criam para ajudá-los a destruir, porque eles gostam, de destruir ou será por que os humanos mandatários não dividam a renda: esse deve ser o motivo principal. Esses humanos não dividem a renda porque precisam do excesso para poluir e destruir ou impedir a construção de moradias para os mal pagos (os escravos hodiernos). Assim a natureza do planeta inteligente retribui do mesmo modo deixando o clima sem controle assim como os governantes deixam a riqueza, dependente do egoísmo. O planeta pensa o que os humanos pensam. A maioria dos animais da raça humana, não amam a mãe Terra; preferem moldá-la de modo contraproducente e não fazem o mesmo com o Sol porque é muito quente e está muito longe. Seja lá como for podemos estar certos que a causas das revoltas dos humanos e da própria terra são a ganância e o egoísmo que impedem até o cumprimento dos direitos humanos do homem alto ou baixo, gordo ou magro ,rico ou pobre, branco ou negro, doente ou deficiente que não tem direitos pois só existem obrigações dentro dos limites se cada um. Nós sabemos isso, mas, o comportamento não depende do homem físico e, por isso, somente as obrigações de cada humanos podem ser o fundamento da paz e do acerto. Como poderemos então serenar o espírito ou a mente de corpo humano se cada um pensa e age diferente. O ser humano pode gostar ou detestar. Essa liberdade funciona conforme a conveniência e, sendo assim, o certo não é a verdade e, por isso, é que a política e religião nunca foi nem será a solução. . Creio que todos sabem que somente a disciplina, o respeito e um salário justo para cada humano que não tem renda própria poderia ser a solução para a maioria dos males que tem origem na Pobreza . Solucionado esse problema, o mundo seria um pouco menos ruim porque o alimento físico que mata a mata a fome, não mata a ganância nem o egoísmo; e, por isso , nem os dez mandamentos podem ser a solução. Talvez a ausência da fome, alterasse muitos movimentos revolucionários. Sem a fome não haveria justificativa que atraísse voluntários para fazer guerra com a finalidade de dividir a renda. O que aconteceria depois seria o fim das religiões e dos partidos políticos e das pessoas humanas endeusadas, pois não haveria mais necessidade de esmolas e falsa caridade porque dentro de pouco tempo será impossível enganar. O ser humano nasce com o programa que faz tudo funcionar certo. É um programa perfeito, que transmite a cada geração tudo que é preciso para a continuação da espécie, mas não trás em si nada do aprendizado dos seus genitores porém está sujeito a ataques de vírus como os computadores; pode ser alterado, mas nunca o original, poderá ser apagado,. A comunicação falada e mostrada de tudo que acontece tirou o poder dos pretensos filósofos que poderiam criar maneiras de viver e agir como se fossem ordens divinas que para serem cumpridas. Poderemos dizer que ainda há muita gente que não sabe ler nem escrever, mas graças há comunicação eletrônica, não podemos afirmar que esses, que escutam e vêem, são como os analfabetos que poderiam ser facilmente enganados pelos alfabetizados autorizados a falar o que as seitas religiosas ou outras seitas estava autorizada a proclamar. Atualmente existe gente que não sabe escrever nem ler,.mas não existe ignorantes. . Bernardo L R
publicado por blopesdarocha às 19:56
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Reforçando o combate à co...

. Espaço Sideral

. Confissões, Broncas e Des...

. Natal de famintos e empan...

. PIB isquêmico

. Plano de Lula para zerar ...

. A solução para a crise po...

. Criticar sem sugerir (mes...

. O euro veio para ficar e ...

. O euro veio para ficar

.arquivos

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Agosto 2015

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Novembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds