Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009

O Sol e a Terra


O SOL E A TERRA
A má distribuição da renda, desagrada o Sol e a Terra , que nos mostram seu descontentamento com alterações climáticas assustadoras. 

 

O sol aquece o chão umedecido /> E seu calor fecunda as sementes/
Que produzem o alimento exigido /> Necessário para os seres viventes

Abençoado és matrimônio Etéreo, /> Da terra linda com o astro Sol /
Gerando vida de amor e mistério /> Para nosso Deus ver e abençoar //

 

Para a Terra linda que Deus criou /> Deus fez o belo Sol para a fecundar /
Nela vive todo o bem que imaginou /> Para o humano divino governar //

Terra e Sol, casal bem amado />Na Terra. Deus habita o corpo humano /
Assim o humano vai melhorando / >Até que Nos mostre o eterno plano //

Buscarei em mim até encontrar /> Sei que está no cérebro humano
Que é o templo onde posso dialogar/> com o Criador, isento de engano //.

Deus deu a terra ao ser humano />Para que este continue a criação
Fazendo tudo sem causas dano /> Nem á terra nem á sua produção //

Mas há humanos que querem mais /> Muito além de tudo que é preciso /
Pensam que os pobres são marginais /> Que nem sabem calcular prejuízo.

 

Deus criou tudo o que o humano precisa /> E muito além do necessário
Mas, com sugestões sempre avisa /> Não neguem aos pobre o justo salário

 

A Terra nunca produziu tanto/ Nem nunca se viu tanta gente sem nada /
Vitimas da ganância do avarento / Que altera a lei divinamente elaborada.//

A política de salário insuficiente / > Que gerou a classe desnutrida/
É obra de político que não crê /> No caminho da verdade e da vida//

 

Ainda há tempo para reparar /> O mal causados pela avareza.
E com amor podemos alcançar/> Novas graças com certeza//

 

A classe média garante a rica /> A classe pobre a ambas garante /
Se a rica diz; isso nada significa />Então já está na via declinante //

 

O salário injusto assusta o empresário /> Ele sabe, mas prefere ficar calado
Dá poder á violência e tira do salário/> Esse mistério deve ser desvendado//

 

É possível o salário que pode garantir /> O conforto de quem quer trabalhar/
Mas com o atual sistema de dividir />Ninguém cria plano capaz de solucionar // BLR
.-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As estatísticas mostram que atualmente o número de humanos que vivem abaixo da linha da pobreza com, menos de 02 dólares por dia, é de aproximadamente: 1.000.000.000..
Se forem dados dez dólares p/dia, (300 p/mês) a cada subnutrido, precisamos de US$ 300.000.000.000 p/ mês. US$ 45 por habitante do Planeta. Considerando que ¼ da população não pode dispor dessa importância, então valor da contribuição dos restantes seria US$ 60 mês, para cada milhar de dólares que compõe o salário de quem está empregado e de quem tem renda livre superior a mil, mesmo que esteja desempregado.

Sendo assim a despesa mensal para zerar a fome, custaria 60 dólares/ mês a ¾ da população. . Quantia que é apenas 6% de cada salário de mil dólares
É melhor contribuir com essa importância do que ficar preocupado e angustiado por causa da parte da culpa que lhe cabe na retenção da parte alimentícia produzida pelo Sol e Terra. Produção que é destinada á manutenção da vida animal.

Talvez fosse melhor a implantação do plano dos excluídos que prevê uma cobrança de 10% em --escala mundial-- adicionada ao valor das compras de cada consumidor de mercadorias e serviços (no varejo) para atingir durante a vida, todos, de todas as classes, honestos e desonestos para tornar a previdência social, de cada País, superavitária, mesmo tendo que suportar todas as despesas da rede hospitalar e aposentadorias e salário desemprego sem interrupção até ao próximo emprego e também a dispensa da contribuição de empregados e empregadores .

A despensa (Isenção) da contribuição dos empregados e empregadores facilitaria a admissão de mais funcionários porque o responsável pelos direitos dos trabalhadores passaria a ser da previdência social visto que , nesse caso, é a único arrecadador da contribuição de cada habitante do planeta.

Se houver déficit nos Países pobres deverá ser coberto pelo superávit dos paises ricos para que o valor mínimo da aposentadoria seja igual em todos os Países para eliminar a área onde atualmente vivem os excluídos.

Todos os beneficiados com salário desemprego serão obrigados a prestar algum tipo de serviço á comunidade até que surja o novo emprego.
Se não existirem vagas para todos, então os que restarem deverão permanecer, nos lugares determinados, durante o horário de serviço.

Afinal o sol e a terra produzem tudo o que é necessário para o reino animal, mas não faz a distribuição de acordo com a necessidade de cada elemento e, portanto: a obrigação de zerar a fome é dos governantes.

Acalmem-se Srs líderes Católicos e Muçulmanos e outros! Pacifiquem-se a si mesmos para que todos tenhamos a paz.
Para facilitar a chegada da paz, decretem já a obrigação de adicionar o dízimo a todas as compras e serviços para devolver aos pobres, por intermédio da previdência social, o excesso retido que gerou a exclusão social e o desemprego.

A contribuição para o social, não é um novo imposto, pois trata-se da transferência da contribuição de empregadores e empregados para todos os consumidores. Essa medida visa facilitar a admissão de funcionários e não substitui nenhum dos restantes impostos que não tem relação com a previdência social. A contribuição adicionada ao valor da compra é justa porque tira mais de quem tem mais.

Não posso afirmar que os meus cálculos estão certos e, por isso, agradeço as correções,.visto que, tudo que escrevo é fundamentado nas confissões, broncas e desabafos dos excluídos que, a alta sociedade e os políticos que dela fazem parte, não querem escutar.

Os pobres não precisam de ajuda caritativa do tipo esmola de particulares nem de doações recebidas através de ongs ou igrejas; Essa ajuda é humilhante.
Os pobres querem um salário justo.garantido pela previdência social, no caso de desemprego.. O salário é portador de alegria e tranqüilidade. A esmola é humilhante.
-------------------------------------------------------------------------------------
Há milhões de desnutridos; muitos morrendo de fome, porque, os lideres ideológicos não raciocinaram matematicamente para criar planos justos de distribuição da renda. .
Rezar, fazer sacrifício e moradias para o Criador, é pura idiotice. Deus não precisa de nada; só quer o respeito mútuo e que o adoremos no imensurável templo que temos dentro do crânio.
O ser humano está dotado de raciocínio que Deus lhe deu para usar logicamente na construção da sociedade. O uso indevido desse poder criou a ganância e egoísmo que é o fundamento da violência que afastou a Paz
Em termos de matéria somos filhos do Sol e da Terra que constitui a parte física de animais e vegetais e creio também que o Criador das galáxias ocupa a totalidade do espaço e está dentro da cada átomo para que tudo tenha vida..
As Ideologias impostas por religiões e partidos políticos são parciais; portanto inúteis para servir coletividade e, por isso, sempre foram o fiasco da sociedade dos humanos.
Atualmente, precisamos de administradores e matemáticos, livres das ideologias que só atrapalham a elaboração planos eficazes, para garantir o mínimo indispensável a todos os filhos de Deus, que ainda vivem abaixo da linha da pobreza. O justo uso do nosso raciocínio é o que Deus espera de nós
Bernardo Lopes da Rocha
 

publicado por blopesdarocha às 21:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009

direitos humanos


Direitos humanos
Os direitos humanos são obrigações de quem? Dos antigos escravos, dos romanos ou de ninguém?

 

Somos todos iguais e parecidos com os animais se não houver nada mais além. 

Quem têm direitos? Eu não conheço ninguém que os tenha!, porém, obrigações e deveres , sei que todos têm.

 

Ninguém cede os direitos que tiver. Só querem passar as obrigações com o consentimento dos senhores das deliberações.

 

Direitos adquiridos serão sonhos perdidos, desilusões de convencidos Ganharam o “direito” com toda a certeza, mas perderam o direito; não havia justa defesa.

Não existem direitos sem obrigações; os direitos sem obrigações não são bons para ninguém . Só com direitos seria mais confortável, mas esse conforto não é possível sem escravizar alguém.

 

A servidão exigida já foi indeferida. Servir como escravo; nenhum homem quer; mas alguns ainda acham que é o destino da mulher e sm agravo para quem é mantido, “convenientemente”, como escravo. Que ninguém se preocupe; todos temos garantido o direito de servir.

 

Só com direitos; nada mais dará certo. Agora todo mundo é esperto. Ninguém mais se encontra disposto a servi-lo sem reciprocidade, Sr doutor.

Acabaram os direitos e privilégios; ambos foram absorvidos pelos deveres e obrigações dos senhores servidores que, “$voluntariamente” estão em todos os escalões do governo etc.

B L R

 

publicado por blopesdarocha às 19:11
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009

...

 
Alguém acha que foi o excesso de produção que gerou a crise que virou recessão? Quem achar pode estar equivocado! 

O excesso de produção nunca existiu. Se tivesse existido e permanecesse não existiria a classe pobre.

A crise e recessão que nos assusta é excesso sim; mas de pobres que não tem poder de compra. Se derem poder de compra aos pobres, não haverá mais espaço livre para crises nem para recessão. .

O suposto excesso de produção, multiplicado por vinte, ainda seria insuficiente para atender as necessidades dos pobres.

É preciso aumentar a produção até que seja absorvida toda a mão de obra desempregada, enquanto, num esforço paralelo, os políticos tem que localizar e combater o inimigo dos pobres até tomar dele quanto for necessário para colocar os pobres e os excluídos acima da linha da pobreza.

Também na mesma linha paralela, todos (incluindo os bloguistas), devemos lutar, através dos meios de comunicação e passeatas pacificas para ampliar as vagas de emprego com a limitação do uso de robôs desnecessários , ou cobrar de seus donos a contribuição social que era paga pelos funcionários que desempregou.

O melhor a fazer é acertar as contas com os pobres, enquanto há tempo. Em 2010 já pode ser tarde. 
 Bernardo LR .

 

 

publicado por blopesdarocha às 21:21
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 7 de Janeiro de 2009

É melhor conversar


De um português, residente no Brasil, para o Mundo

É MELHOR CONVERSAR

 

Veja a situação brasileira
Como a todos atormenta
Parece uma brincadeira

Que só bacana agüenta
                                                   Os pobres com muita fome
                                                   Por não conseguir trabalho
                                                    Põe no rico medo enorme
                                                    E uma cara de espantalho
O rico sempre confortado
Tem sua base na pobreza
Enquanto o pobre coitado
Não conhecia a esperteza 
                                                      Mas agora o pobre é esperto, 
                                                      E os ricos são sempre iguais
                                                       Assim está claro e manifesto
                                                     Que arrochar não pode mais
Senhores ricos de dinheiro
E os que são ricos de poder
Convoquem o mundo inteiro
Para decidir como resolver
                                                              Não invejamos a vossa situação
                                                              Nem tampouco a vossa regalia
                                                              Mas já decidimos fazer questão
                                                              De um salário justo e moradia
Muito dinheiro faz o bem
Mas poderá trazer o mal
Eu respeito os que o tem
Com reciprocidade legal
                                                              Cada um deve gozar bem
                                                             Tudo que tiver conseguido
                                                              Mas não tome de ninguém
                                                              O que Deus quer dividido
Apesar de serem diferentes
No gosto pelo consumismo
Os humanos são parentes
No complexo metabolismo

Proposta dos pobres e excluídos para zerar a fome, desemprego e a violência produzida por esses dois flagelos e evitar a tentação de apelar para os jogos de azar.

 

A proposta é anunciada por uma oração, um tanto irônica

 

A vossas Eminências, Srs governantes endeusados e a vossos anjos legisladores e executivos nós suplicamos.

 

Acrescentai ao valor das vendas aos consumidores de alimentos, bens duráveis e serviços, um percentual suficiente para cobrir todas as despesas do seguro social incluindo o salário desemprego a todos que não tem renda própria suficiente, até ao próximo, para que nós –excluídos e pobres desempregados, possamos permanecer na classe de consumidores contribuintes. .

 

Retirai as obrigações sociais dos empregadores e empregados, para que não sejam poucos pagando para muitos e eu possa ser admitido, sem problemas para o patrão, e nem precise de comprovantes para exigir assistência e aposentadoria

 

Esse percentual acrescida ao valor das compras e serviços tem o mesmo peso para pobres e ricos e, consideramos que não existem justos nem entre os ricos, nem entre os pobres, então, ninguém será isento da contribuição nem terá vantagem.

 

Não se sintam ofendidos srs endeusados, com o nosso modo de vos pedir ajuda; ajuda para tirar dos ricos, somente aquele excesso retido que nos colocou na área da exclusão.

 

Agora imploramos que tenhais paciência porque a nossa está quase esgotada, mas se não suportais nos escutar escutai os jornalistas,- pessoal da mídia e da arte- que sempre divulgam a verdade, que denuncia os mentirosos, com a finalidade de vos mostrar que a devolução do excesso retido, pode trazer para a área dos consumidores todos nós; os excluídos e desempregados-.e também a paz.

Em troca do atendimento ás nossas súplicas nós prometemos parar de exercer o comercio ilegal, nos espaços públicos, pois sabemos quanto prejudicamos o País que é de todos.

 

Os nossos colegas, mais ousados, de outros ramos, também não ficarão mais de plantão para tomar o salário dos trabalhadores empregados nem dos aposentados nos dias de recebimento, nem se aproveitarão dos descuidos na segurança dos lares de família, para invadir e saquear.

 

Nós sabemos que teremos de pagar.mais 10% ( número simbólico) para o Seguro Social, na compra de uma bicicleta, o que achamos razoável. A classe rica e a média pagarão o mesmo percentual na compra de carros. Lanchas. Iates e aviões etc. Eles podem achar que é exagero, mas não podem achar que é um peso desproporcional porque a percentagem adicionada ás compras é igual em todas as classes.

 

Nós achamos que a contribuição para o social acrescida ao valor das vendas ao consumidor é justa por cobrar de todos os honestos e desonestos durante toda a vida, porque todos são consumidores.

 

Senhores endeusados, atendam o nosso pedido e não permitais que os ricos exijam uma aposentadoria proporcional á contribuição.

Encarecidamente, nós pedimos; Estipulai uma aposentadoria, beneficio ou auxilio igual para todos, porque tu sabes que a alta contribuição que os consumidores e ricos vão pagar- acréscimo no valor das compras e serviços- não é contribuição; é a aceitação de uma proposta pacífica que nós – os excluídos- fazemos para reavermos tudo que nos foi negado. Quem quiser beneficio melhor terá que pagar previdência privada.

Não olhem o pecado coletivo olhem o pecado individual porque, Vossas Eminências, conhecem as causas que nos levam a praticar atos ilícitos.

 

Daí -nos um salário justo mais 1/3 para cada dependente menor e exige de nós; desempregados pobres e excluídos, a obrigação de permanecer em algum lugar, como Igrejas escolas, quadras de esporte etc, por oito horas, aguardando ordem de serviço.

Assim será evitada a nossa permanência nas ruas atrapalhando o transito juntamente com as nossas crianças que procuram na rua o alimento que não temos em casa para lhe dar.

 

Srs endeusados; nós já fizemos pedidos semelhantes, ao Deus do Universo, em nome de Jesus Cristo. Os seguidores de outras religiões também fazem pedidos em suas orações de acordo com a sua Fé..  A todos Indiretamente, Deus, mostra claramente aos analfabetos e letrados que, em obediência á Sua Lei, o Sol continua fecundando ininterruptamente a Terra, para fertilizá-la, garantindo assim a produção de tudo que as suas criaturas precisam para viver a vida física que ELE programou.

 

Quanto á distribuição da riqueza que nos dá por intermédio do Casal Sol e Terra, fez-nos entender também que não quer se ocupar com a distribuição da riqueza.

A distribuição da riqueza, deixou debaixo da responsabilidade dos senhores que se endeusaram. Portanto é vossa a obrigação de entender e cumprir a lei de Moisés e ensinamentos de Cristo e outros mestres.
Pelo visto não ireis ser dispensados da prestação de contas.
BLR
 

 

Comentando a oração (o Brasil como referencia)

 

Precisamos de 1500 milhões de reais por dia para reformar e equipar todos os hospitais do governo mais a manutenção e melhorar os salários dos médicos e enfermeiros e demais pessoal da saúde.e outros funcionários e também colocar na classe de consumidores normais todos os excluídos com o pagamento de salário desemprego integral sem interrupção até ao próximo emprego.

 

Esses mil e quintos milhões diários podem ser retirados do excesso retido pelos ricos e por todos, os bem de vida, na devida proporção através de um percentual adicionado a todas as compras e serviços, seja compra, um pão, um carro, ou casa etc.

 

Tudo que é pago pelos empregadores e empregados que seja pago pelos consumidores no ato da compra de qualquer produto sem exceção. Essa modalidade de cobrança pode quintuplicar a arrecadação para a previdência social e salário desemprego permanente para todos que tenham ou não contribuído.

A contribuição paga, atualmente, pelas empresas e empregados é insuficiente e sempre será, porque são poucos pagando para muitos.

 

A contribuição através das compras atinge todos; ativos e inativos mais todos os honestos e desonestos durante a vida

Com salário garantido acrescido do salário família ninguém mais poderá justificar que trabalha ilegalmente nas ruas por estar desempregado. O salário garantido sem interrupção significa o fim do comercio ilegal; não haverá mais mão de obra disponível para servir a ilegalidade.

 

Com esse sistema de cobrança através da vendas ao consumidor ninguém escapa da contribuição e por isso teremos garantido a reforma (aposentadoria)e o direito de assistência médica, sem a obrigação de apresentar comprovantes.

Os excluídos acham que a alta contribuição que os consumidores ricos vão pagar é legal porque corresponde á devolução do excesso retidos que produziu a miséria de todos que estão abaixo da linha da pobreza

Neste caso, a alta contribuição não conta no valor da aposentadoria.
A aposentadoria deve ser igual para todos. Quem quiser aposentadoria de valor mais elevado ou indenização por tempo de serviço terá de contribuir para a previdência privada

 

A contribuição pela via do consumo é um acerto de contas, portanto quem contribui acima do normal que garante uma aposentadoria de valor único para todas, nada pode reclamar.

O salário garantido em qualquer lugar do Brasil levará de volta para o interior a maioria que de lá saiu por necessidade: maioria que é a superlotação dos grandes centros.

 

Fiscalização severa nas vendas no varejo garante o recolhimento dos demais impostos que não tem nada a ver com contribuição social.

As compras sem nota de mercadoria para a empresa, fariam aparecer muito lucro, pois quem compra sem nota, tem que vender sem nota, para que esse lucro não apareça. Se não for possível sonegar no varejo, não adianta estocar sem documento fiscal por que se o leão, IR, perceber vai devorar o sonegador.

Os caixas que trabalham nas vendas ao consumidor final têm de agir como fiscais, por força de lei.

Dá para perceber, nas conversas dos desempregados pobres e excluídos o desejo de conseguir, a qualquer preço, a volta de tudo que lhes foi negado e tirado pela ganância exagerada daqueles que tem o poder de impor condições inaceitáveis que só prejudicam os pobres.

O bom senso manda escutar os excluídos, para chegarmos a um consenso que facilite a aplicação das mudanças descritas na proposta, antes que líderes habilidosos decidam incentivar e comandar os excluídos em atos de violência. O desemprego facilita o recrutamento de pessoal para o crime organizado.

 

A retirada da carga social das empresas, sem dúvida vai facilitar a admissão de funcionários porque os empresários não terão mais o receio de contratar, visto que, de certo modo, não há mais desempregados porque o salário continua sendo pago pelo seguro social.

 

A isenção da contribuição também vai baratear a produção. Produção mais barata facilita a exportação, pois sobre essas vendas, não poderá ser cobrado o imposta para o seguro social .

 

O dinheiro é o sangue do corpo social. Cada ser humano é uma célula que deve receber tudo o que precisa através da passagem do dinheiro na quantidade e pressão certa que permite tirar dele tudo o que precisa para continuar vivo e em atividade num sistema social equilibrado pela pressão monetária certa.

 

Eu, Bernardo Lopes da Rocha, escrevi este texto baseado em sugestões dos- pobres desempregados- e excluídos, durante o longo tempo que trabalhei no comércio próximo aos bairros com mais desprotegidos e excluídos.no Rio de Janeiro. R J. Brasil
Bernardo L R
 

publicado por blopesdarocha às 22:37
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Reforçando o combate à co...

. Espaço Sideral

. Confissões, Broncas e Des...

. Natal de famintos e empan...

. PIB isquêmico

. Plano de Lula para zerar ...

. A solução para a crise po...

. Criticar sem sugerir (mes...

. O euro veio para ficar e ...

. O euro veio para ficar

.arquivos

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Agosto 2015

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Novembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds