Sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2010

BURACO NEGRO

 Este texto foi enviado para durão barroso
2010, ano europeu do combate á pobreza e à exclusão social. 

 

Sempre participo, nesse tipo de luta, quando me parece que há possibilidade de alguém influente mandar analisar o que escrevo

 

Na consulta aos cidadãos Europeus, efetuada nos meses de 12/008 e 01, 02 e 03 de 009 e no -debate Europa- todos os opinantes podiam ver as suas opiniões e as dos outros.

 

Essa transparência mostra o respeito e atenção que é dada a todos que opinam, porque no meio desses podem estar alguns pobres ou excluídos que querem participar na luta anunciada contra a pobreza.

 

Então no - formulário eletrônico- que aparece para receber os comentários e sugestões- ficaria melhor o nome (buraco negro para receber sugestões) para que todos saibam que o que cai nele jamais será visto. Ainda há tempo para mudar.

 

Esta sugestão foi escrita para ser publicada no (debate Europa) - futuro da Europa - onde eu escrevia mais, mas depois que o pessoal voltou de férias e reabriu não consegui mais postar.

 

Reclamei; responderam que não havia nada de errado com a minha conta, Segui as instruções que me deram, mas a porta continua fechada,

 

Sei que, Vossa excelência, não tem tempo para atender reclamações de pequenas alterações, mas pode ser que alguém ache que Vossa excelência deva saber. Muito obrigado a quem ajudar!

 

Estou colocando soluções, baseadas nas sugestões dos (Renda Zero) no meu blog e outros espaços cedidos nos jornais e outros meios, como, Facebook e hotmail, com a finalidade de divulgá-las até atingir alguém poderoso que não vê - os pobres - como idiotas e sinceramente deseje escutá-los e ajudá-los a sair do pauperismo. Estou disposto a ajudar

Sou português residente no Rio de janeiro RJ  BR Meu tel celular é
97125860
http://lopesdarocha.blogs.sapo.pt
 

publicado por blopesdarocha às 21:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

Xenofobia

  

 
 
Xenofobia
Os europeus ocidentais ocuparam a áfrica, as Américas e Oceania. Levaram para lá seus idiomas e costumes. Os povos que ocupavam as terras citadas aceitaram ou foram forçados a aceitar o que lhe foi imposto pelos europeus que participaram da ocupação.
 
Que medidas os europeus poderiam agora adotar contra os imigrantes e suas culturas  provenientes dessas terras; nenhuma! O que está a acontecer é a volta dos descendentes de europeus e suas culturas mescladas com as dos nativos.
 
 Esqueçam as burcas, véus islâmicos, a divulgações das gastronomias, culturas, ideologias e religiões de cada povo. Procurem, antes de tudo, tirar do pauperismo os mil milhões de humanos, de todas as faixas, etárias que nele vivem. (exclusão social)
 
Globalizem a previdência e seguro social para que o salário desemprego aposentadoria seja garantido em todos os países conforme o plano dos excluídos--já divulgado:
 
É um plano baseado em sugestões dos excluídos penalizados que mostra como  sustar  o excesso de migração que se tornou problema e a melhor forma de distribuir a renda sem por em perigo a permanência das classes rica e média.
 
 Lembrem-se—senhores governantes-- que a riqueza das regiões mais favorecidas não é dos naturais dessa região: mas sim de todos os habitantes do planeta.
 
 
 
 
 
publicado por blopesdarocha às 13:09
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2010

Para uma europa melhor, poder ajudar o terceiro mundo

 

 
 
 
Sou cidadão Europeu, natural de Portugal e moro no Brasil há muitos anos,
 
O Brasil; um dos cinco maiores Países; tem muito dos Países do terceiro mundo e do primeiro. Por isso uso a situação brasileira como ponto de partida para falar de globalização.e distribuição da renda
 
Atualmente no Brasil, assim como na maioria dos países de terceiro mundo, milhões de pessoas acordam com vontade de comer, mas não podem satisfazer essa exigência física por falta de dinheiro para comprar os alimentos necessários. Por isso, a reposição da energia que o organismo precisa para executar os movimentos necessários não lhe é fornecida.
 
O enfraquecimento físico, começa a causar desespero no espírito que quer sua morada forte e sadia; não está a fim de abandonar a morada por falta de condições de uso  A negação de socorro a esse corpo, obriga o espírito a autorizá-lo  a agir como os animais irracionais.
 
A primeira atitude é a de agir como predador, com a diferença de atacar a sua própria espécie; é o contrário dos irracionais. O faminto não quer matar a vítima, mas o fará se não conseguir dela o dinheiro ou bem que precisa
 
Essa atitude animalesca é imposta pelo espírito que quer manter viva a sua moradia carnal.     Estou a falar de subnutridos. A violencia causada pela fome de drogas, sexo e supérfluos é problema para a  justiça criminal elucidar.
 
. Parece que a maioria dos espíritos, que ainda tem morada carnal, não são suficientemente evoluídos para usarem a sabedoria em vez de violência. Esses espíritos precisam da ajuda dos mais evoluídos para não cair na tentação maligna.
 
Essa ajuda não pode faltar. Se pudesse, com certeza, não nos seria dada a lei divina que manda dar de comer a quem tem fome; isso significa que uma parte não é suficientemente habilidosa para se defender sozinha tendo, por isso, o direito de pedir a ajuda que precisa e, parcialmente a violência, se a suplica não bastar.
 
Sendo assim, não resta dúvida de que os a responsáveis pela violência instintiva e mortalidade causada pela fome, é mais dos evoluídos, que propriamente dos ignorantes que perderam  ajuda decretada no decálogo de Moisés.
 
Apesar dos avanços da ciência em todos os ramos, e principalmente no ramo da administração -que trata de cálculos que mostram onde estão as sobras suficientes para cobrir as faltas – não conseguiram criar um plano de distribuição justa da renda de modo que garanta o mínimo indispensável a cada pobre, sem renda própria suficiente, desempregado.
 
Em pleno século 21, não cabe mais a caridade através de esmola. Nada mais justifica negar a cada excluído um salário de  subsistência.  
 
A distância não é mais problema nem a produção. Por isso continuo a lembrar aos governantes  que, uma pequena percentagem adicionada ás compras no varejo, é suficiente para pagar salário desemprego a todos que não tem renda própria suficiente.
 
Essa medida dará tranqüilidade aos espíritos menos evoluídos que perturbam a sociedade, quando pressionados pelas injustiças que sofrem.
 
Já escrevi algo semelhante há alguns anos. Se lhe parecer plágio é porque eu ás vezes plagio a mim mesmo por que acho necessário relembrar as queixas dos excluídos que não podem ser esquecidos
BLR
 
 
publicado por blopesdarocha às 20:56
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2010

A voz e clamor das crianças famintas

Insistindo como quem reza.
 

 

A voz das crianças
Queremos a parte que nos pertence por direito divino,.Dizem eles!
O Sol e a Terra, por ordem de Deus, produzem tudo que o sistema animal precisa, mas não faz a distribuição. A distribuição da renda é obrigação do governo que se tornou responsável por ela, voluntariamente.
 

Sabemos que os gananciosos e os egoístas estão de posse da parte que é nossa.. Eles são poderosos e também fazem parte do governo. Um recado para eles; – dizem as crianças criadas na rua!

 

Os nossos pais  que deviam ter meios de nos garantir o alimento moradia e roupas etc. não tem.. Nós crianças e adolescentes da área dos excluídos é que temos que os ajudar para que, tanto nós como eles , não morramos de fome.
 

Alguns, da nossa classe, movidos pelo desespero, apelam para meios ilegais de conseguirem o que precisam. Nós sabemos que o governo tem meios de evitar e nosso mau comportamento, mas esses meios não são acionados.
 

Com certeza seriam acionados se a sonegação de impostos fosse zero, mas enquanto isso não acontecer vamos vivendo da esmola das pessoas caridosas e daqueles que nos ajudam por causa do perigo que vêem em nós.
 

Nós e nossas famílias somos quase mil milhões de subnutridos que poderíamos ser consumidores contribuintes. Por isso propomos que a contribuição para o seguro social seja adicionado ao valor das compras e serviços para que todos paguem e não precisem mais de apresentar comprovantes de contribuição por que todos são consumidores.,

 

 

 

Repetido como quem reza o “Pai Nosso”
Aqui vai um pequeno resumo do plano .dos excluídos em forma de oração. Um tanto irônica e sem capricho literário

 

SRS Endeusados inteligentes mas desprovidos de sabedoria:
Nós - os pobres desempregados e excluídos - achamos que a contribuição para a previdência social deve ser cobrada dos consumidores finais -varejo- xis por cento sobre todos os produtos e serviços, sem exceção, para que o seguro social possa nos pagar o salário permanente mais um terço para cada dependente menor.

.

Esse salário significa a nossa transferência para a área de consumidores contribuintes por força da contribuição proporcional - via consumo - que atingirá mais os grandes consumidores de produtos supérfluos

 

A contribuição sobre as compras é a melhor maneira de devolver a nossa parte que esta em poder dos gananciosos e egoístas. Portanto rogamos!: Retire dos empregadores e empregados a obrigação de contribuir para a previdência social para que não sejam poucos pagando para muitos e eu possa ser admitido, sem problemas para o patrão, e nem precise de comprovantes para exigir assistência médica e aposentadoria por é paga toda a vez que se faz compras.

 

Perdoai-nos Srs endeusados, se vos ofendemos com a nossa insistência em exigir a parte que nos pertence na distribuição da renda, pois não podemos desistir de tentar retirar de vós mesmos a nossa parte que está ilicitamente em vosso poder.

 

Não levem a mal - srs endeusado - mas nós achamos que não quereis dar atenção aos jornalistas- pessoal da mídia- que sempre divulgam a verdade que denuncia os mentirosos com a finalidade de vos mostrar que a devolução do excesso retido, além de nos colocar na área de consumidores, também consolidará a paz que depende da nossa tranqüilidade.

 

Srs- endeusados- atendei o nosso pedido para que a fome não nos force a praticar o comércio ilegal e pirataria, pois sabemos que é grande o valor sonegado que faz falta no Orçamento do Estado O comercio ilegal e pirataria prejudica todos. .

 

Sabemos também que é muito caro manter o excesso de efetivos policiais para garantir a ordem que pode ser prejudicada pelo descontentamento dos excluídos que põe em perigo a vida e bens dos trabalhadores honestos. .

 

Com o plano que propomos eu sei que terei que pagar, uma percentagem a calcular que pode ir até 10% para o Seguro Social, nas compras que fizer, percentagem que não me parece exagero, assim como não é exagero os ricos pagarem a mesma percentagem nas suas compras .

 

A contribuição acrescida ao valor das vendas e serviços ao consumidor é justa, por ser proporcional ao poder aquisitivo, e também, por cobrar de todos - honestos e desonestos- durante toda a vida porque todos são consumidores..

 

O acréscimo no valor das compras e serviços não é contribuição; é a devolução, via consumo. da parte que nos foi negada na distribuição da renda.
.
Se recebermos um salário justo mais um terço para cada dependente menor de idade, nós- pobres desempregados e excluídos- ficaremos á vossa disposição durante o horário de trabalho, pois sabemos que é nossa obrigação, pagar com a moeda bíblica,- suor do rosto- o referido salário.
.
Com salário garantido podemos ter as crianças na escola. Sem o salário garantido teremos que soltá-las na rua para conseguirem o alimento que não temos em casa. Na rua elas conseguem o alimento, mas correm o risco de aprender tudo que nas escolas jamais aprenderiam ...

 

Srs endeusados; nós já fizemos pedidos semelhantes ao Deus do Universo em nome dos seus que são justos. Indiretamente, Deus, mostra claramente aos analfabetos e letrados que, em obediência á Sua Lei, o Sol continua fecundando ininterruptamente a Terra para fertilizá-la, garantindo assim a produção de tudo que as suas criaturas precisam para viver a vida física que programou.

 

Quanto á distribuição da riqueza, que nos dá por intermédio do Casal Sol e Terra, fez-nos entender também, que não quer se ocupar com a distribuição da riqueza. A distribuição deixou por vossa conta. Pelo que entendemos, está claro, que nenhum de vós será dispensado da prestação de contas.
B L R
 

publicado por blopesdarocha às 17:42
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 9 de Fevereiro de 2010

Contribuiçãp para combater a pobreza e exclusão social


A mensagem gue se segue foi enviada ontem (terça-feira, 9 de fevereiro de 2010) para,(2010 no combate á pobreza e exclusão social proposto pela União Européia) não ficou visível como ficavam na consulta aos cidadãos europeus. A mensagem opinativa que cai no "buraco negro" desanima o opinante

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

 

Pensando em participar durante 2010 no combate á pobreza e exclusão social proposto pela União Européia, vou contribuir com propostas e soluções baseadas em sugestões dos pobres e excluídos; sugestões bem parecias com as que apresentei na consulta aos cidadãos europeus - realizada entre novembro de 2008 e abril de 2009 - que buscava sugestões que possam consolidar o futuro da Europa, de maneira que possa garantir a tranqüilidade social de todos os cidadãos de qualquer idade. em todos os Países membros e sanar os demais problemas que afetam a segurança física das pessoas

 

Esto é copia com, algumas alterações, da Mensagem que enviei por e-mail ao SR presidente Cavaco silva e Jose Sócrates Acho que tem mais de três anos. Foi através do portal da presidência. Não guardei a data

 

Exmo Sr Presidente da República Aníbal Cavaco Silva
Saudações

Isto é a exposição de um plano social baseado nas sugestões dos excluídos e desempregados pobres, para reparar o mal causado pela ganância e egoísmo, com devolução do excesso de bens retidos que os colocará na área dos consumidores de poder aquisitivo suficiente. ..

Sou português natural de Viseu.. Nasci em 1933 e moro no Rio de Janeiro RJ desde 1962.

Só posso comprovar que completei a quarta classe do ensino primário. O mais que sei foi aprendido na escola da vida que não dá diploma.

Nunca mais voltei a Portugal, mas não o esqueci!. Sempre demonstrei ser contra a guerra colonial e, por isso fui aconselhado a sair de Portugal. Atender esse conselho foi bom para mim visto que  .aprendi muito com os brasileiros pobres, porque sempre me chamou a atenção, a maneira como se defendem na aparente impossibilidade de sobreviver no espaço do pauperismo.

Investiguei e pude descobrir, nas respostas dos investigados, como é possível viver, sem ajuda do governo e como o governo poderia acabar com a exclusão social.

A maioria dos brasileiros pobres, residente nas grandes cidades, acredita nos ensinamentos dos mestres de qualquer religião, das filosofias e das ideologias, mas gostam de questionar.

Por conseqüência desse questionamento criaram sua própria ideologia que é adotada por todos os excluídos. Qualquer discussão que tenhamos com os pobres desempregados, que estão na área da exclusão social, envolve Deus e os ricos que estão no governo ou fora dele porque são vistos como os senhores das deliberações.
.
Esses mendigos maltrapilhos parecem famintos, mas não tanto como parece, nem idiotas como são vistos por muitos da classe favorecida. .. Os trapos que vestem são um distintivo que é para fazer as pessoas se lembrar de que eles precisam de ajuda. .

Eles conseguem, mendigando, pelo menos, dois salários mínimos,. O salário mínimo no Brasil dá para viver razoavelmente 15 dias; os restantes 15  são costeadas por fontes do submundo, horas extras e biscates .que chegam a triplicar o salário mínimo
 

Durante os anos que trabalhei perto deles consegui saber como eles vêem a solução que pode acabar com a exclusão social;   A solução que imaginaram é uma percentagem adicionada a todas as compras e serviços adquiridos pelo consumidor final (varejo)

 

O imposto previsto por eles não substitui os restantes impostos..

Eles acham que as despesas com a construção e manutenção de Hospitais com toda a parafernália de máquinas necessária e os profissionais de todas as áreas que os faz funcionar : mais as despesas com a internação de doentes ou simples atendimentos; aposentadorias e salário desemprego até ao novo emprego, Etc não devem ser pagas pelas empresas nem por seus funcionários.

 

Nenhum patrão, seja ele o governo ou entidade civil, nem seus empregados poderão ser obrigado a contribuir para a previdência e seguro social porque essa contribuição será a adição, da citada percentagem, ás compras e serviços para que cada habitante do País contribua para .previdência social desde o nascimento até á morte... .

Os excluídos dizem que isentar os empregadores e empregados legalizados, da contribuição para a previdência social, facilita a admissão de funcionários .e reduz os custos operacionais, barateia os preços por que os direitos dos trabalhadores serão da responsabilidade do único órgão recebedor – previdência e seguro social—da percentagem ás compras e serviços.

A finalidade da aplicação desse modelo de imposto é conseguir a devolução do excesso retido para descongestionar a banda rica e acabar com a isquemia da banda pobre.

 

Tirar mais de quem tem mais ou gasta mais para acertar as diferenças; é uma solução.. Portanto. ao valor das compras da classe pobre também será adicionado para o seguro social ou previdência social a mesma percentagem que será cobrada da classe média e rica,

 

A percentagem a ser adicionada também é igual tanto para os gêneros de primeira necessidade como para os supérfluos para evitar manobras de sonegação.

O peso da contribuição, por ser proporcional, torna o poder de suportá-lo, igual em todas as classes. .

 

Os ricos e os habituais sonegadores e corruptos que quiserem pagar pouco terão que viver como pobres o que não o impedirá de ficarem cada vez mais ricos.

Os pobres nem vão sentir o peso do dessa contribuição visto que não haverá desconto nos salários, .e ainda terão facilitada a aposentadoria (reforma) atendimento médico e hospitalar por não terem mais a obrigação de apresentar comprovante de contribuição.

O imposto proporcional sobre todas as compras e serviços inclui a despesa com animais domésticos e serviços que precisem. . .

A aposentadoria terá que ser de valor igual para todos visto que a contribuição proporcional ao poder aquisitivo é a devolução do excesso retido que pertencia aos pobres e, portanto, a eles deve ser devolvido para que possam permanecer na área de consumidores que não dependem de esmola.  Quem quiser mais terá que pagar previdência privada.

Pelo exposto, fica claro, que não se trata da criação de mais um imposto, trata-se apenas da transferência de uma contribuição que está sendo paga pelos poucos que trabalham legalmente para todos os honestos e desonestos , legais e ilegais.

 

Nenhuma instituição política, religiosa ou qualquer entidade filantrópica. poderá ser isento. A isenção de alguma poderá ser vista como preconceito ou discriminação


Quem ganha um salário mais um terço do salário para cada dependente menor, deixa de ser um peso para o governo e ser for equilibrado, não perturba a sociedade.

 

O plano dos excluídos pode matar a fome de alimentos , mas a fome de drogas, posse de dinheiro fácil e bens alheios, só pode ser morta pela ação da justiça e polícia. .

 

O salário garantido em qualquer parte do País vai sustar a migração que inchou as cidades e desertificou o interior,

 

Os desempregados serão obrigados a prestar algum tipo de serviço até conseguir o novo emprego..Palavra dos excluídos.

 

O salário desemprego permanente, em princípio é só para quem não tem renda próprio ate ser verificada a possibilidade de estendê-lo a todos.. .

O plano que proponho está fundamentado nas sugestões dos excluídos e desempregados pobres,

 

O salário permanente também acabará com o comercio, ilegal praticado nas ruas, porque não haverá mão de obra disponível para servir a máfia da pirataria e contrabando..

 

Deus manda o Sol e a Terra produzir tudo para manter a vida animal e vegetal mas não faz a distribuição da produção porque a obrigação de distribuir é dos governantes.

 

Ser rico não é pecado desde que não haja ninguém passando fome nem esteja nu, nem desabrigado nem preso ou enfermo sem assistência Estas são as exigências de Deus, para tolerar a existência de ricos.
 

 Amanhã tem mais B L R

 

publicado por blopesdarocha às 11:10
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Reforçando o combate à co...

. Espaço Sideral

. Confissões, Broncas e Des...

. Natal de famintos e empan...

. PIB isquêmico

. Plano de Lula para zerar ...

. A solução para a crise po...

. Criticar sem sugerir (mes...

. O euro veio para ficar e ...

. O euro veio para ficar

.arquivos

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Agosto 2015

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Novembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds