Domingo, 20 de Julho de 2008

Inflação gorda x saloario minimo subnutrido



A inflação gorda x salário mínimo subnutrido.
Precisamos de medidas que batam de frente na inflação. Controle remoto não resolve.
O salário corroído retrai o consumo e o crescimento do PIB. Esse fenômeno que é só aparente visto que seu processamento é efeito de manobras visíveis, pode ser evitado por um processo parecido com algumas regras de transito, sendo a mão e contramão a mais adaptável á inflação e salário mínimo.
A inflação movimenta-se num circulo que é percorrido a cada trinta dias.
No mesmo circulo, no mesmo sentido e ao lado da inflação, o salário vai sendo sugado e assim a inflação engorda e o salário emagrece.
Para que esse efeito negativo não aconteça, o salário mínimo terá que girar em sentido contrário e na contramão, para que, ao completar cada volta, se choque com a inflação e tome dela todo o que sugou de outros salários regulados pelos controladores da ciranda financeira.
Se, no citado percurso, a inflação engordou 10% vai perdê-los para o salário mínimo que continuará a engordar no final de cada volta, até atingir o poder aquisitivo capaz de comprar tudo que é indispensável para que, quem vive dele, viva dignamente.
Parece menor aumento dos preços dos produtos consumidos pelos ricos, se comparado com os produtos consumidos pelos pobres – os alimentos-, o pobre não pode comprar supérfluos. Se for realmente menor a inflação dos supérfluos, então essa diferença deve ser acrescentada ao salário mínimo. O presidente Lula vem concedendo aumento maior que a inflação para quem recebe somente o mínimo. Essa medida parece injusta, mas é legal porque beneficia os mais pobres sem prejudicar quem recebe mais. Se a lei proíbe pagar menos que o mínimo, então, os que ganham mais nunca serão ultrapassados porque, ao salário deles, será acrescentado mais o percentual da inflação calculado pelo órgão competente. Desse modo vai sendo ajustada a distribuição da renda que na atualidade é um disparate. Quando atingido o valor legal do mínimo estaremos no nível que possibilita dar percentual de aumento igual para todos. Esse processo visa a cura da isquemia monetária que enfraquece os trabalhadores obreiros que fazem a parte pesada na construção do Brasil
Bernardo Lopes da Rocha           Berlopes
 

publicado por blopesdarocha às 22:55
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Reforçando o combate à co...

. Espaço Sideral

. Confissões, Broncas e Des...

. Natal de famintos e empan...

. PIB isquêmico

. Plano de Lula para zerar ...

. A solução para a crise po...

. Criticar sem sugerir (mes...

. O euro veio para ficar e ...

. O euro veio para ficar

.arquivos

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Agosto 2015

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Novembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds