Quinta-feira, 23 de Julho de 2009

...

 

Nota zero para os G Ricos 7, 8, ou 10

Chegou o tempo de, a ONU, exigir o fim da ditadura dos G ricos; G 7 mais uns poucos seus apoiadores.O lugar certo para discutir soluções que possam por fim á crise global ou outras regionais é na O N U onde devem ser votadas as soluções apresentadas.

 

Os países pobres tem gênios como os países ricos e por isso mesmo não tem que aceitar as decisões de uns poucos paises ricos que se portam como ditadores

 

O Japão, Coréia do Sul e outros tigres de território pequeno de qualquer continente, correm o risco de ir para onde teriam ido os europeus, se não forem parte de uma união do continente onde estão situados.

 

Os países europeus estariam mal se não colocassem em segundo lugar a (pátria) limitada por fronteiras. e ideologias incompatíveis que sempre foram as causas das guerras, revoluções, ódio, discriminação e pobreza.

 

A fronteira funcionava como uma cerca de arame farpado ou muros para evitar invasões; mas não evitavam nada: eram simplesmente símbolos de desconfiança.

 

A maior parte da população mundial já percebeu que muita gente em País pequeno e pouca gente em país grande mostra o principal motivo gerador das pragas que ainda predominam em parte da Europa e nos outros continentes.

 

Eu acho que a União européia precisa da Rússia que também precisa da U E.
A Rússia tem excesso de terra para pouca gente enquanto a U E tem muita gente para pouca terra.

 

Quero assim mostrar que a U E tem que ser total incluindo a parte que alguns, futuros membros tem em outros continentes.

Essa união, vai facilitar entendimento e o remanejamento da população ( migração) partir do momento que vigorar uma previdência social única que afastará o perigo de desentendimento que pode ser princípio de guerras cáras e destruidoras.

 

Países pequenos não tem mais condições de se equilibrar sozinhos. Os europeus entenderam isso e os de outros continentes tem que entender também.

E os G Ricos tem que entender que não são os donos do Mundo.
Pátrias com fronteiras e idiologias parciais não tem a paz no seu bojo.
B L R


 

publicado por blopesdarocha às 17:20
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Reforçando o combate à co...

. Espaço Sideral

. Confissões, Broncas e Des...

. Natal de famintos e empan...

. PIB isquêmico

. Plano de Lula para zerar ...

. A solução para a crise po...

. Criticar sem sugerir (mes...

. O euro veio para ficar e ...

. O euro veio para ficar

.arquivos

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Agosto 2015

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Novembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds