Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

TGV, repovoamento ou transporte aéreo?

 

 

TGV, repovoamento ou transporte aéreo?

 

Três empreendimento em discussão que, na impossibilidade de todos serem realizados em simultâneo, devem ser submetidos a referendo com a finalidade de saber se o povo prefere a restauração das malhas ferroviárias e rodoviárias já existentes, para facilitar o repovoamento do interior desertificado, com o excesso de gente que inchou as cidades; gente que certamente aceitara a mudança, desde que lhe seja garantida assistência durante o período de adaptação: Ou se a preferência é a construção da TGV para concorrer inutilmente com o moderno transporte aéreo.

 

 

A minha opinião é a mesma da classe média baixa á qual pertenço. O que nos interessa é resolver os problemas que afligem os pobres e nessa luta pretendemos também dificultar os interesses daqueles que usam o capital como predador de quase tudo o que pode beneficiar os pobres.

 

 

Para que tudo se ajuste, o governo tem que dar inicio ao ao fortalecimento da classe pobre começando a dialogar com ela para entender que o destino e função dos pobres é garantir as classes consideradas superiores.

 

O emfraquecimento da classe pobre desequilibra o sistema social. Por isso mesmo, o povo pobre, não pode ser ignorado como sempre foi

 

 

O capital é uma benção que não pode ser transformado em maldição ( capital selvagem)

 

A escolha das propostas citadas tasmbém não pode ser dos partidos nem dos capitalistas; tem que ser do povo que, sem dúvida, escolherá a que melhor serve a maioria da população
 

BLR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por blopesdarocha às 23:45
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Reforçando o combate à co...

. Espaço Sideral

. Confissões, Broncas e Des...

. Natal de famintos e empan...

. PIB isquêmico

. Plano de Lula para zerar ...

. A solução para a crise po...

. Criticar sem sugerir (mes...

. O euro veio para ficar e ...

. O euro veio para ficar

.arquivos

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Agosto 2015

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Novembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds