Quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2010

A voz e clamor das crianças famintas

Insistindo como quem reza.
 

 

A voz das crianças
Queremos a parte que nos pertence por direito divino,.Dizem eles!
O Sol e a Terra, por ordem de Deus, produzem tudo que o sistema animal precisa, mas não faz a distribuição. A distribuição da renda é obrigação do governo que se tornou responsável por ela, voluntariamente.
 

Sabemos que os gananciosos e os egoístas estão de posse da parte que é nossa.. Eles são poderosos e também fazem parte do governo. Um recado para eles; – dizem as crianças criadas na rua!

 

Os nossos pais  que deviam ter meios de nos garantir o alimento moradia e roupas etc. não tem.. Nós crianças e adolescentes da área dos excluídos é que temos que os ajudar para que, tanto nós como eles , não morramos de fome.
 

Alguns, da nossa classe, movidos pelo desespero, apelam para meios ilegais de conseguirem o que precisam. Nós sabemos que o governo tem meios de evitar e nosso mau comportamento, mas esses meios não são acionados.
 

Com certeza seriam acionados se a sonegação de impostos fosse zero, mas enquanto isso não acontecer vamos vivendo da esmola das pessoas caridosas e daqueles que nos ajudam por causa do perigo que vêem em nós.
 

Nós e nossas famílias somos quase mil milhões de subnutridos que poderíamos ser consumidores contribuintes. Por isso propomos que a contribuição para o seguro social seja adicionado ao valor das compras e serviços para que todos paguem e não precisem mais de apresentar comprovantes de contribuição por que todos são consumidores.,

 

 

 

Repetido como quem reza o “Pai Nosso”
Aqui vai um pequeno resumo do plano .dos excluídos em forma de oração. Um tanto irônica e sem capricho literário

 

SRS Endeusados inteligentes mas desprovidos de sabedoria:
Nós - os pobres desempregados e excluídos - achamos que a contribuição para a previdência social deve ser cobrada dos consumidores finais -varejo- xis por cento sobre todos os produtos e serviços, sem exceção, para que o seguro social possa nos pagar o salário permanente mais um terço para cada dependente menor.

.

Esse salário significa a nossa transferência para a área de consumidores contribuintes por força da contribuição proporcional - via consumo - que atingirá mais os grandes consumidores de produtos supérfluos

 

A contribuição sobre as compras é a melhor maneira de devolver a nossa parte que esta em poder dos gananciosos e egoístas. Portanto rogamos!: Retire dos empregadores e empregados a obrigação de contribuir para a previdência social para que não sejam poucos pagando para muitos e eu possa ser admitido, sem problemas para o patrão, e nem precise de comprovantes para exigir assistência médica e aposentadoria por é paga toda a vez que se faz compras.

 

Perdoai-nos Srs endeusados, se vos ofendemos com a nossa insistência em exigir a parte que nos pertence na distribuição da renda, pois não podemos desistir de tentar retirar de vós mesmos a nossa parte que está ilicitamente em vosso poder.

 

Não levem a mal - srs endeusado - mas nós achamos que não quereis dar atenção aos jornalistas- pessoal da mídia- que sempre divulgam a verdade que denuncia os mentirosos com a finalidade de vos mostrar que a devolução do excesso retido, além de nos colocar na área de consumidores, também consolidará a paz que depende da nossa tranqüilidade.

 

Srs- endeusados- atendei o nosso pedido para que a fome não nos force a praticar o comércio ilegal e pirataria, pois sabemos que é grande o valor sonegado que faz falta no Orçamento do Estado O comercio ilegal e pirataria prejudica todos. .

 

Sabemos também que é muito caro manter o excesso de efetivos policiais para garantir a ordem que pode ser prejudicada pelo descontentamento dos excluídos que põe em perigo a vida e bens dos trabalhadores honestos. .

 

Com o plano que propomos eu sei que terei que pagar, uma percentagem a calcular que pode ir até 10% para o Seguro Social, nas compras que fizer, percentagem que não me parece exagero, assim como não é exagero os ricos pagarem a mesma percentagem nas suas compras .

 

A contribuição acrescida ao valor das vendas e serviços ao consumidor é justa, por ser proporcional ao poder aquisitivo, e também, por cobrar de todos - honestos e desonestos- durante toda a vida porque todos são consumidores..

 

O acréscimo no valor das compras e serviços não é contribuição; é a devolução, via consumo. da parte que nos foi negada na distribuição da renda.
.
Se recebermos um salário justo mais um terço para cada dependente menor de idade, nós- pobres desempregados e excluídos- ficaremos á vossa disposição durante o horário de trabalho, pois sabemos que é nossa obrigação, pagar com a moeda bíblica,- suor do rosto- o referido salário.
.
Com salário garantido podemos ter as crianças na escola. Sem o salário garantido teremos que soltá-las na rua para conseguirem o alimento que não temos em casa. Na rua elas conseguem o alimento, mas correm o risco de aprender tudo que nas escolas jamais aprenderiam ...

 

Srs endeusados; nós já fizemos pedidos semelhantes ao Deus do Universo em nome dos seus que são justos. Indiretamente, Deus, mostra claramente aos analfabetos e letrados que, em obediência á Sua Lei, o Sol continua fecundando ininterruptamente a Terra para fertilizá-la, garantindo assim a produção de tudo que as suas criaturas precisam para viver a vida física que programou.

 

Quanto á distribuição da riqueza, que nos dá por intermédio do Casal Sol e Terra, fez-nos entender também, que não quer se ocupar com a distribuição da riqueza. A distribuição deixou por vossa conta. Pelo que entendemos, está claro, que nenhum de vós será dispensado da prestação de contas.
B L R
 

publicado por blopesdarocha às 17:42
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Reforçando o combate à co...

. Espaço Sideral

. Confissões, Broncas e Des...

. Natal de famintos e empan...

. PIB isquêmico

. Plano de Lula para zerar ...

. A solução para a crise po...

. Criticar sem sugerir (mes...

. O euro veio para ficar e ...

. O euro veio para ficar

.arquivos

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Agosto 2015

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Novembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds