Quinta-feira, 13 de Julho de 2006

Nó Gordio

O nó górdio.
O nó górdio está em todos os Países. Nenhum País vai conseguir desfazer esse nó que mantém presos há miséria muitos milhões de seres humanos. Esses milhões de humanos aprisionados são o verdadeiro nó górdio real simbolizado pelo nó da lenda. Se esse nó for desfeito por um acordo de todas as nações teremos conseguido, por conseqüência, desatar todos os laços negativos que amarram e travam as idéias condutoras do equilíbrio capar de sustentar a paz social.
Muitos milhões de humanos, de qualquer faixa etária, vão dormir esta noite com fome. Muitos deles não conseguirão levantar-se no dia seguinte. Os restantes vão tentar encontrar o alimento que lhes garante energia para viver mais um dia. Só mais um dia, porque já estão desnutridos de tal forma que não tem reserva para dois dias: têm que repor energia diariamente. Os supernutridos podem ficar mais de trinta dias sem comer, sustentados pela reserva acumulada. Os desnutridos morrerão em menos de quarenta e oito horas.
Não será isto- um crime hediondo- praticado por aqueles que impedem a chegada do mínimo necessário aos excluídos: mínimo que lhes possibilitaria viver sem fome e com abrigo; com certeza é!. A omissão de socorro é crime! Qualquer cidadão que não socorre quem depende dele vai responder por crime de omissão. Quem vai responder por aqueles milhões de humanos mortos por desnutrição? Todos nós sabemos de quem dependem!. Certamente dependem de quem pode cumprir o mandamento que manda dar de comer a quem tem fome. É preciso cobrar de todos honestos e desonestos, em todos os Países, uma taxa acrescida ao valor das compras e serviços e destina-la ao pagamento de salário desemprego a todos os desempregados, sadios e deficientes, sem renda própria suficiente. Um salário desemprego que garanta, pelo menos, o mínimo indispensável. Acho que essa é a maneira ideal para desatar o nó górdio que simboliza a exclusão social e a manterá enquanto alguém morrer de fome pela falta de um salário que não pode ser negado a nenhum humano que não tem renda própria.e não consegue emprego. bernardolopes@sperig.com.br Bernardo L R
publicado por blopesdarocha às 21:34
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Reforçando o combate à co...

. Espaço Sideral

. Confissões, Broncas e Des...

. Natal de famintos e empan...

. PIB isquêmico

. Plano de Lula para zerar ...

. A solução para a crise po...

. Criticar sem sugerir (mes...

. O euro veio para ficar e ...

. O euro veio para ficar

.arquivos

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Agosto 2015

. Dezembro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Novembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds